Quem invade minha casa?

“Bom dia,

Sonhei que acordei a noite na minha casa anterior e ao chegar na sala, a macaneta comeca a girar (porta continua fechada, sensação de alguem querendo entrar), assustado com isso, eu tento gritar “ladrao” e minha voz nao sai! Corro em direcao ao quarto de meus pais e só esta deitado meu pai, tento acordar ele e mexer mas ele nao acorda.
Poderia interpretar esse sonho? Acordei pensando nele!”


Esse é um sonho de angústia e perseguição. Os sentimentos presentes em sonho refletem um estado atual da pessoa que sonha.

No seu caso, o seu sonho sugere uma sensação de invasão de sua privacidade por parte de uma situação na vida real que o incomoda. O fato de sua voz não sair pode indicar que você tem vivido uma situação na vida real em que se sente acuado e sem poder (de voz, por exemplo); e, quando você tenta recorrer aos pais, a figuras protetoras da infância, você encontra apenas seu pai e ele não acorda. A impressão que dá é que você se sente invadido em sua morada interna por uma situação que o angustia – mas que parece bem inconsciente, dado que o ladrão não aparece, apenas ameaça invadir seu templo – e que recorrer ao pai ou à figura simbólica paterna, que não o protege, deixando-o à mercê dos fatos e da vida.
Pelo que você forneceu, não dá para dizer exatamente o significado da figura do seu pai em sua vida ou por que sua mãe não aparece. O palpite que eu dou é que, com base nos significados gerais da nossa sociedade, a presença única do seu pai em sonho (e dormindo) sugere que a coisa que tenta entrar na sua casa é o mundo externo, isto é, a própria vida.
A casa no seu sonho parece significar simbolicamente a sua morada interna, um templo, um recinto de proteção. A sugestão de alguém que quer entrar sugere um desajuste na vida real, uma interferência no seu eu interno, uma invasão – no caso, algum “desajuste” parece invadir você ou seus pensamentos, perturbando sua paz em sua morada interna; você não vê que coisa é essa, apenas sente que quer entrar e vê a maçaneta girando, o que me sugere se tratar de uma invasão difusa – algo perturba a sua paz, mas não parece tão claro para você mesmo, é uma coisa aparentemente desconhecida, difusa e sem forma que invade e angustia.
A sua voz não sair indica que você se sente sem poder para lidar com isso, obrigando-se a recorrer aos seus pais – tanto num sentido simbólico quanto prático. Os pais significam a primeira proteção recebida na infância, o primeiro afeto. Sem poder, você recorre ao pai – por alguma razão, sua mãe não aparece no sonho, só o seu pai, que não acorda. O fato de ele não acordar sugere que você está constatando para si mesmo, por meio de sonho, que a figura de seu pai não pode te ajudar a lidar com a situação atual, como se você estivesse desprotegido sem ele e sendo você mesmo obrigado a lidar com o problema, entende?
O seu pai, dormindo, pode indicar, na vida real, por exemplo, que você está dizendo para si mesmo:
– que você tem que lidar com a situação sozinho, como adulto;
– ou que seu pai não tem consciência do que está acontecendo, portanto ele não pode te ajudar.
De toda forma, você parece dizer que a figura paterna não pode te ajudar a lidar com o perigo externo. Isso não é um fato absoluto e irredutível – é você quem está constatando e dizendo isso para você mesmo por meio de sonho.
O fato de seu sonho não incluir sua mãe é sugestivo. O palpite que eu dou é que o sonho todo está falando de tudo que remete à figura paterna – e o que remete à figura paterna? O mundo real. O seu poder de voz. Sua capacidade de lidar com a vida. Sua realização profissional e sua capacidade de se relacionar com a sociedade como um todo.
A sua casa é a morada interna, isto é, a sua subjetividade, suas emoções, sua vida interior. O perigo que o espreita e angustia, a falta de voz para dizer “ladrão” e o pai que não acorda fazem alusão à figura paterna. Assim, o desajuste que seu sonho parece denunciar é alguma dificuldade para lidar com o mundo lá fora. E você constata, em sonho, que há algo relacionado à sua própria presença no mundo externo que te angustia, que retira a sua voz e de que, por alguma razão que só você sabe, seu pai não pode protegê-lo.

Lembramos novamente que o sonho é você dizendo algo para si mesmo e que as emoções experimentadas nele dizem respeito a circunstâncias vividas atualmente.

Espero ter ajudado!

Abraços

Bárbara

Anúncios

Escreva aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s