Que rei sou eu?

“Olá, Eduardo e Carmem, há alguns meses, por volta de julho, eu tive um sonho que me marcou e me deixou muito curiosa a respeito dos possíveis significados – sonhei com o discurso de um rei. Sou mulher, não sou monarquista e sou contra a obrigatoriedade do serviço militar no Brasil. No sonho, eu estava em um tempo remoto – entre a Antigüidade e a Idade Média – em um desfiladeiro árido, mas não muito quente, com uma civilização suja, descabelada, vestindo peles e com os braços nus. Havia um rei com roupas semelhantes, barba castanho-escura e espada na mão – ele era imponente como um rei, mas tão sujo, simplório e descabelado como todas as outras pessoas. E ele iniciou o discurso da seguinte forma: ‘Eu sei que vocês devem estar se perguntando por que eu estou chamando-os para a luta, para a dor, para o sofrimento e para a morte… por que eu os obrigo a lutar dessa forma? Sei que pareço um tirano sem coração, mas faço isso porque precisamos nos unir e derrotar nossos inimigos. Se eles nos vencerem, suas famílias serão dizimadas, escravizadas, e toda a liberdade será roubada… seus filhos serão mortos ou crescerão sem conhecer a liberdade ou então nascerão escravos, e é por isso que os convoco à luta! Não quero que lutem por mim, não quero que lutem para que eu obtenha riquezas, lutem por vocês! Por seu povo, por sua glória, por sua liberdade! Essa luta, meus caros, é de vocês, que não querem ser dominados. Posso não ser o melhor rei, posso não ser aquele que lhes dá a vida mais bela e sonhada, aquele que lhes tira totalmente da fome e da miséria, mas eu os convoco para que ao menos lutem por aquilo que possuem, que é a liberdade!’ Quando ele começou o discurso, eu estava completamente cética em relação às suas intenções, mas quando ele estava terminando, eu não só compreendia por que ele havia convocado até mulheres e crianças para a guerra, como eu era o próprio rei. Como rei, eu olhei para o povo, que concordava com tudo o que eu falava, e acrescentei: ‘como mulheres e crianças são mais frágeis, quero que eles subam o desfiladeiro e retesem seus arcos lá de cima, dando-nos cobertura. Homens, venham comigo!’ Foi um sonho tão vívido que eu acordei repetindo o discurso dele e, embora não me lembre mais das palavras exatas, a essência era essa. Abraços e muito obrigada! :)”


Observo por suas palavras que você é uma pessoa de elaboração intelectual e psíquica de muito boa qualidade. A impressão que tenho é que você é uma pessoa de inteligencia privilegiada, e sabe disso. O sonho é a plasticidade de um desejo interno associado com a visão que você tem deste mundo. Eu explico:

É possível que você tenha em mente alguns conceitos de como ajudar o mundo em sua dura jornada de sobrevivência. No entanto, sabe das limitações deste! Sabe que o ser humano, embora possa ter uma visão superior das coisas, se depara com a necessidade pura e simples de sobrevivência. Ao constatar esta verdade, coloca-se, internamente, numa posição (ou postura) de auxiliar os outros a passar pela jornada da melhor forma que pode.

Você, sendo o rei, está mostrando que enxerga longe, mesmo sabendo que não tem saída, pois também faz parte dos seres humanos que estão prisioneiros na terceira dimensão. E tudo o que podem fazer é lutar pela sobrevivência.

Porém, sua visão superior pode (e deve) auxiliar no foco! Ou seja, em como se faz para conseguir ultrapassar os obstáculos que inevitavelmente teremos que passar nesta vida!

Você será, (ou já é?) uma excelente líder!

Nosso abraço!

 

Escreva aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s